Desejo que você
Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de ideias. Lute pelo que você ama.

Augusto Cury





Prezado(a) Colega,

 


Na edição 387 do CRCBA Notícias, trazemos informações sobre grandes realizações do Órgão, como o V Seminário Baiano de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, que aconteceu no dia 10/12, no Auditório da União dos Municípios Baianos (UPB), em Salvador, e sobre a reunião parceria para formação da Rede Colaborativa com a ONG Parceiros Voluntários para a capacitação e assessoramento de entidades do Terceiro Setor na Bahia, realizada no dia 07/12, na sede do CRCBA. Vale a pena ressaltar também a realização do XI Fórum da Mulher Contabilista do Estado da Bahia, que reunirá a classe contábil baiana no dia 14/12 (sexta-feira), no Fiesta Hotel, em Salvador - BA. Inscreva-se!

 

Gostaria de fazer uma saudação especial a dois profissionais da Contabilidade qeu têm honrado e orgulhado a toda a classe contábil baiana - Professor Contador Inaldo da Paixão Santos Araújo, Vice-Presidente do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TRE-BA), que recebeu justa homenagem do CRCBA no dia 10/12, ocasião muito especial, por também se tratar de seu aniversário; e a Conselheira Célia Oliveira de Jesus Sacramento, eleita Vice-prefeita do município de Salvador, que será diplomada no dia 18/12, às 18h30min, no Auditório do TRE-BA. Na oportunidade, retransmito o convite da Conselheira Célia à toda a classe contábil baiana, para prestigiar a solenidade de diplomação.

 

No mais, trazemos as novidades da legislação e da área tributária da última semana, que são importantes e tão necessárias para as nossas atividades diárias. O ano chega ao seu final, mas não paramos, teremos as reuniões com Delegados(as) das 35 Delegacias do Interior do estado na quinta-feira (13/12) e na sexta-feira o Fórum da Mulher, divulgado nessa edição. Desejo uma ótima leitura.

 

Saudações Contábeis e de Paz!

 

Contador Wellington do Carmo Cruz.
Presidente do CRCBA.




CFC COMUNICA AO CRCBA LISTA DE PROFISSIONAIS INSCRITOS NO CADASTRO NACIONAL DE AUDITORES INDEPENDENTES (CNAI) QUE NÃO ATINGIRAM A PONTUAÇÃO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA EM 2012

 

Os contadores inscritos no Cadastro Nacional de Auditores Independentes devem cumprir 40 pontos de Educação Profissional Continuada por ano-calendário. O CFC, por meio do Ofício Circular nº. 1982/2012, divulgou ao CRCBA a relação de profissionais que descumpriram os itens 6,10,12 e 16 da Resolução nº. 1.377/11, que aprova a NBC PA 12 - Educação Profissional Continuada. Caso faça parte do CNAI, fique atento(a) e confira a sua situação cadastral.

 


 

 

 


 

 

 





 

Liberada a versão do IRPF 2013 para teste, veja análise e contribuía.

O objetivo é que os contribuintes conheçam as principais novidades para elaboração da Declaração de Ajuste Anual

 


 

Receita nega créditos de PIS e Cofins sobre custos essenciais

Entendimento é da Divisão de Tributação da Receita Federal

 


 

Dacon e DPREV -  Novo prazo de entrega

 


 

Lei Ordinária 12.741 de 10.12.2012.
Dispõe sobre as medidas de esclarecimento ao consumidor, de que trata o § 5º do artigo 150 da Constituição Federal; altera o inciso III do art. 6º e o inciso IV do art. 106 da Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990 - Código de Defesa do Consumidor. Mensagem de veto

 


 

LEI Nº 12.740, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2012.

Altera o art. 193 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, a fim de redefinir os critérios para caracterização das atividades ou operações perigosas, e revoga a Lei nº 7.369, de 20 de setembro de 1985.

 


 

Medida Provisória 594 de 07.12.2012.


Altera a Lei nº 12.096, de 24 de novembro de 2009, quanto à autorização para concessão de subvenção econômica em operações de financiamento destinadas a aquisição e produção de bens de capital e a inovação tecnológica; altera a Lei nº 11.529, de 22 de outubro de 2007, quanto à concessão de subvenção econômica em operações destinadas a financiamentos a diferentes setores da economia; altera a Lei nº 12.409, de 25 de maio de 2011, quanto à concessão de subvenção econômica em financiamentos destinados a beneficiários localizados em Municípios atingidos por desastres naturais; e altera a Lei nº 12.712, de 30 de agosto de 2012, que autoriza a concessão de subvenção econômica às instituições financeiras oficiais federais nas operações de crédito para investimentos no âmbito do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia - FDA e do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste - FDNE.

 


 

Medida Provisória 593 de 06.12.2012.
Altera a Lei nº 12.513, de 26 de outubro de 2011, que institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - Pronatec, para ampliar o rol de beneficiários e ofertantes da Bolsa-Formação Estudante; e dá outras providências.

 


 

Decreto nº 7.854 de 05.12.2012.
Dispõe sobre a depreciação acelerada de que trata a Medida Provisória nº 582, de 20 de setembro de 201.

 


 

Instrução Normativa da Receita Federal do Brasil nº 1.304 de 04.12.2012.
Altera a Instrução Normativa RFB nº 1.289, de 4 de setembro de 2012 , que estabelece procedimentos necessários para habilitação ao gozo dos benefícios fiscais referentes à realização, no Brasil, da Copa das Confederações FIFA 2013 e da Copa do Mundo FIFA 2014, de que trata a Lei nº 12.350, de 20 de dezembro de 2010 .

 


 

Parecer Normativo da Receita Federal do Brasil nº 03 de 27.11.2012.

A receita bruta que constitui a base de cálculo da contribuição substitutiva a que se referem os arts. 7º a 9º da Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011 , compreende: a receita decorrente da venda de bens nas operações de conta própria; a receita decorrente da prestação de serviços; e o resultado auferido nas operações de conta alheia. Podem ser excluídos da mencionada receita bruta: a receita bruta de exportações; as vendas canceladas e os descontos incondicionais concedidos; o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), quando incluído na receita bruta; e o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), quando cobrado pelo vendedor dos bens ou prestador dos serviços na condição de substituto tributário. 
Dispositivos Legais: Lei nº 4.506, de 30 de novembro de 1964, art. 44; Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, art. 187; Decreto-Lei nº 1.598, de 26 de dezembro de 1977, art. 12; Lei nº 9.715, de 25 de novembro de 1998 , art. 3º; Lei nº 9.718, de 27 de novembro de 1998 , arts. 2º e 3º; Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011 , arts. 7º a 9º; Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999 , art. 279, Decreto nº 7.828, de 16 de outubro de 2012 , art. 5º.

 


 

Resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional nº 103 de 07.12.2012.

Dispõe sobre a adoção pelos Estados de sublimites para o ano-calendário 2013.

 





 

Decreto 14.213 de 03.12.2012.

Dispõe sobre a vedação de créditos fiscais relativos às entradas interestaduais de mercadorias contempladas com benefício fiscal do ICMS não autorizado por convênio ou protocolo, nos termos da Lei Complementar Federal nº 24, de 07 de janeiro de 1977.

 





 

Nenhuma nova legislação foi postada no período de 27/11 até 03.12.2012 no site da Sefaz Salvador

 


 

O profissional em débito com o CRCBA tem um vasto plano para parcelar e financiar sua dívida. Caso esteja em débito, não perca esta oportunidade.

 

Acesse:  www.crcba.orb.br




 

SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 174 de 04 de Dezembro de 2012

ASSUNTO: Contribuições Sociais Previdenciárias 

EMENTA: CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA (ART. 8º DA LEI Nº 12.546, DE 2011). BASE DE CÁLCULO. No caso de contratos com prazo de execução superior a um ano, de fornecimento, a preço predeterminado, de bens de que trata o caput do art. 8º da Lei nº 12.546, de 2011, a contribuição previdenciária substitutiva será calculada sobre a receita bruta, determinada mediante a aplicação, sobre o preço total, da percentagem do contrato ou da produção executada em cada mês, de acordo com os critérios estabelecidos pela legislação do imposto de renda, previstos para a espécie de operação (art. 407 do Regulamento do Imposto de Renda - Decreto nº 3.000, de 1999). PERCENTUAL DE REDUÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO SOBRE A FOLHA DE SALÁRIOS. O valor da receita bruta decorrente de exportações deve ser computado no cálculo do percentual de redução da contribuição sobre a folha de salários (inciso II do § 1º do art. 9º da Lei nº 12.546, de 2011), tanto na receita bruta das atividades não relacionadas à fabricação dos produtos de que trata o caput do art. 8º da Lei nº 12.546, de 2011, quanto na receita bruta total.

 


 

SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 153 de 05 de Dezembro de 2012.

ASSUNTO: Contribuições Sociais Previdenciárias 

EMENTA: CONTRIBUIÇÃO SUBSTITUTIVA. EMPRESAS QUE EXERCEM OUTRAS ATIVIDADES ALÉM DAQUELAS SUJEITAS AO REGIME SUBSTITUTIVO. BASE DE CÁLCULO. CONTRIBUIÇÃO SOBRE O DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO. 1. A empresa que exerce, conjuntamente, atividade sujeita à contribuição substitutiva prevista no artigo 8º da Lei nº 12.546, de 2011, e outras atividades não submetidas à substituição, deve recolher: a) a contribuição sobre a receita bruta em relação aos produtos que industrializa e que se acham submetidos ao referido regime; b) a contribuição previdenciária incidente sobre a folha de pagamento prevista no art. 22, incisos I e III, da Lei nº 8.212, de 1991, mediante aplicação de redutor resultante da razão entre a receita bruta dos produtos/atividades não sujeitos ao regime substitutivo e a receita bruta total, utilizando, para apuração dessa razão, o somatório das receitas de todos os estabelecimentos da empresa (matriz e filiais). 2. A base de cálculo da contribuição substitutiva prevista nos artigos 7º e 8º da Lei nº 12.546, de 2011, é a receita bruta, considerada sem o ajuste de que trata o inciso VIII do art. 183 da Lei nº 6.404, de 1976, e com exclusão das vendas canceladas, dos descontos incondicionais concedidos, da receita bruta de exportações, do IPI, se incluído na receita bruta, e do ICMS, quando cobrado pelo vendedor dos bens ou prestador dos serviços na condição de substituto tributário. 3. A receita bruta que constitui a base de cálculo da contribuição substitutiva a que se referem os arts. 7º a 9º da Lei nº 12.546, de 2011, compreende a receita decorrente da venda de bens nas operações de conta própria, a receita decorrente da prestação de serviços e o resultado auferido nas operações de conta alheia. 4. Em cada ano-calendário, no período em que a empresa não estiver submetida ao regime substitutivo previsto no art. 8º da Lei nº 12.546, de 2011, ou ao regime misto de que trata o § 1º do art. 9º da referida Lei, será devida a contribuição previdenciária sobre o décimo terceiro salário na forma do art. 22 da Lei nº 8.212, de 1991, apurada proporcionalmente a esse período, sem incidência do redutor de que trata o inciso II do § 1º do art. 9º da Lei nº 12.546, de 2011. 5. Em cada ano-calendário, no período em que a empresa estiver submetida exclusivamente ao regime substitutivo previsto no art. 8º da Lei nº 12.546, de 2011, não será devida a contribuição previdenciária sobre o valor do décimo terceiro salário proporcionalmente a esse período. 6. Em cada ano-calendário, no período em que a empresa estiver submetida ao regime misto previsto no § 1º do art. 9º da Lei nº 12.546, de 2011, será devida a contribuição previdenciária sobre o décimo terceiro salário na forma do art. 22 da Lei nº 8.212, de 1991, apurada proporcionalmente a esse período, com incidência do redutor descrito no inciso II do § 1º do art. 9º da Lei nº 12.546, de 2011, utilizando-se para cálculo desse redutor a receita bruta acumulada nos doze meses anteriores ao mês de dezembro. 

 

 




 

CFC aprova a ITG 1000 - Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte
O Plenário do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), reunido na tarde desta quarta-feira (5/12), aprovou a Resolução CFC nº 1.418/12 que institui a Interpretação Técnica Geral (ITG) 1000 - Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. A ITG 1000 visa desobrigar esse conjunto de empresas da adoção da Norma Brasileira de Contabilidade Técnica Geral - NBC TG 1000 - Contabilidade para PMEs (equivalente a IFRS para PME), permitindo-lhes adotar um modelo simplificado para a escrituração e elaboração de demonstrações contábeis.

A vice-presidente Técnica do CFC, Verônica Souto Maior, esclarece que todas as Normas Brasileiras de Contabilidade editadas pelo CFC são aplicáveis a todas as entidades, independentemente do seu porte, volume de negócios ou segmento econômico. Ela explica que em 2009 com a revogação da NBC T 19.13 que tratava da escrituração contábil simplificada para microempresas e empresas de pequeno porte, este conjunto de empresas passaram a ser normatizadas pela NBC TG 1000 - Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas, aprovada pela Resolução CFC nº 1.255, editada no mesmo ano. Agora, a partir da aprovação da ITG 1000, fica instituído um tratamento contábil diferenciado para as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, com aplicação já para o exercício social a ser encerrado em 31/12/2012.

O CFC, enquanto órgão normatizador e regulador da Contabilidade no Brasil entende que a instituição de um "Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte" tem como lastro a necessidade da concessão de tratamento diferenciado para esse segmento de empresas, conforme determinação constitucional, sem que isso venha significar a possibilidade de ausência de escrituração contábil, ou a sua manutenção sem observância aos Princípios de Contabilidade.

 




 

FISCOSOFT

Novas perspectivas para o cenário tributário atual: Transparência fiscal e a nova Lei de acesso à informação - Lei nº 12.527/2011

Por Jean Haralambos Bassoukou

 


 

A importância da contabilidade nas empresas

A contabilidade mostra para as empresas a grande quantidade de dividas e materiais de inventário parado dentro dos seus setores produtivos.

 

 




 

Férias Coletivas - Aspectos Legais a Serem Observados

 


 

Portaria do Ministério do Trabalho n.º 2.033  de 07.12.2012.

Altera o Anexo II da Norma Regulamentadora n.º 28





 

Descrição: C:\Users\leandro\Documents\COMUNICAÇÃO\eventos-capital2012\curso-retencoes-09e10-08\retencoes.jpg

 


 

NOVO PLANO DE CONTAS PARA OS MUNICÍPIOS FOI DEBATIDO DURANTE O V SEMINÁRIO BAIANO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO EM SALVADOR (10/12)


Descrição: C:\Users\leandro\Documents\COMUNICAÇÃO\BOLETIM DE HOJE\boletim387\images\publica1.jpgO Novo Plano de Contas Aplicado ao Setor Público já é uma realidade para os municípios brasileiros, que precisam planejar e implantar ações para adequar a gestão às Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (NBCASP), que sofrem muitas alterações com a convergências às Normas Internacionais de Contabilidade, especificamente as IPSAS. Nessa segunda-feira (10/12), durante o V Seminário Baiano de Contabilidade Aplicado ao Setor Público, o novo plano foi debatido por especialistas de projeção nacional, destacando importância do profissional da Contabilidade para o sucesso da gestão pública.

 

 


Descrição: C:\Users\leandro\Documents\COMUNICAÇÃO\BOLETIM DE HOJE\boletim387\images\publica2.jpgNa mesa que dirigiu os trabalhos do evento, estiveram o Presidente do IBRACON Bahia, Edmar Sombra Bezerra; o Presidente do SINDCONTA-BA, Marco Aurélio Moura; o Analista de Finanças e Controle da Secretaria  do Tesouro Nacional Leonardo Silveira do Nascimento; o Conselheiro do CRCBA Fernando Carlos Cardoso Almeida (Presidente da Comissão de Estudos da área pública do CRCBA); o Presidente do CRCBA Wellignton do Carmo Cruz; a Vice-Presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CRCBA Maria Constança Carneiro Galvão; o Vice-Presidente do Tribunal de Contas do Estado da Bahia Inaldo da Paixão Santos Araújo; o Presidente do CRCRS Zulmir Breda e o Auditor Substituto de Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia Ronaldo Santana.
Em sua palavra, o Presidente Wellington Cruz (CRCBA) falou do histórico do Seminário Baiano de Contabilidade Aplicada ao Setor Público. “O Seminário Baiano já é realizado pelo CRCBA desde o ano de 2007, pela consciência que o Órgão já tinha da importância da Contabilidade pública. O que estamos fazendo aqui hoje é educação. Vocês, colegas que participam do V Seminário, são exemplo da busca do desenvolvimento profissional pela educação.” Destacou, ainda, a importância de buscar cada vez mais espaços para se estudar e debater o assunto. “Temos que buscar ter mais disciplinas da área pública em nossas faculdades de Ciências Contábeis, para fazer dela uma leitura diária de nossos estudantes”. O Presidente Wellington ainda destacou o projeto do Conselho Federal de Contabilidade para implantar o “Ano da Contabilidade” em 2013. "2013 será o ano da Contabilidade. O CFC está trabalhando esse projeto de valorização e reconhecimento do profissional da Contabilidade perante a sociedade, com ações de divulgação do que faz esse profissional e da sua importância”.


O Vice-Presidente do TCE-BA, Inaldo da Paixão, recebeu homenagem pelo destaque profissional que tem alcançado, trazendo visibilidade e reconhecimento à classe contábil baiana. A homenagem foi ainda mais especial por que o homenageado fazia aniversário na ocasião. Em seus agradecimentos, Inaldo se emocionou e pediu para os estudantes de Ciências Contábeis presentes não perdessem a fé na profissão. “Aos estudantes presentes, acreditem na Contabilidade e no poder dessa profissão, assim como acreditei. E quando vierem as fogueiras, não renunciem à fé na profissão”.


O V Seminário Baiano de Contabilidade ao Setor Público contou com a palestra de especialistas Zulmir Breda (Presidente do CRCRS); Leonardo Silveira do Nascimento (Analista de Finanças e Controle da STN); Fernando Carlos Cardoso Almeida (Conselheiro e Presidente da Comissão de Contabilidade Pública do CRCBA) e Vitor Maciel dos Santos (Analista de Controle Externo do TCM-BA). Na ocasião do evento, o CRCBA realizou a doação de 85 (oitenta e cinco) latas de leite em pó à Creche Conceição Macedo, que acolhe crianças portadoras do vírus HIV. As latas de leite em pó são arrecadadas nos eventos de educação do CRCBA e o projeto já beneficiou a 20 (vinte) instituições baianas em 2012.

 


 

 

IBRACON-BA REALIZA CURSO DE AUDITORIA CONTÁBIL NOS DIAS 11 E 12 DE DEZEMBRO EM SALVADOR


Descrição: C:\Users\leandro\Documents\COMUNICAÇÃO\BOLETIM DE HOJE\boletim387\images\ibracon.jpgO Instituto dos Auditores Independentes do Brasil – Seccional Bahia realiza curso sobre CPC para Pequenas e Médias Empresas nos dias 11 e 12/12 no Hotel Pestana, Salvador – BA. Ministrado pelo especialista Denilson Capelari (SP), o curso traz normas do Comitê de Pronunciamentos Contábeis aos auditores baianos. Durante a abertura do curso, estiveram presentes auditores independentes baianos, o Presidente do IBRACON na 9ª Região (Bahia) Edmar Sombra Bezerra e sua diretoria, o Presidente do CRCBA Wellington do Carmo Cruz (foto) e a Vice-Presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CRCBA Maria Constança Carneiro Galvão.

 


O Presidente Wellington Cruz falou, na abertura do curso, sobre a parceria do IBRACON e CRCBA para a realização de eventos na área de auditoria. “ Em 2013 já teremos cronograma de eventos para a área de auditoria em execução, de acordo com o oportuno convênio firmado com o IBRACON este ano”. Para o Presidente do IBRACON, Edmar Sombra Bezerra, a parceria tem muito a somar. “O IBRACON já vem desempenhando um ótimo trabalho na qualificação dos auditores independentes no Brasil e, junto com o CRCBA, que tem feito um excelente trabalho, tanto na capital quanto no interior do estado, tenho certeza que teremos muito a somar na qualificação dos profissionais contábeis baianos”.

 


 

ONG PARCEIROS VOLUNTÁRIOS FIRMA PARCERIA COM CRCBA PARA CAPACITAÇÃO E ASSESSORAMENTO DE EMPRESAS DO TERCEIRO SETOR DA BAHIA


Na última sexta-feira (7/12), o CRCBA se reuniu com representantes da ONG Parceiros Voluntários, representantes de empresas, entidades do terceiro setor e outros representantes da sociedade civil para a formação de Rede Colaborativa no estado da Bahia, com o intuito de firmar o projeto “Implementação de Princípios de Transparência e Prestação de Contas em Organizações da Sociedade Civil”, que consiste em capacitar e acompanhar cerca de 25 Organizações do Estado da Bahia, com duração de dois anos e término em agosto de 2012.

 

A palestrante Cláudia Remião Franciosi, que esteve acompanhada da Coordenadora da Área de Formação da Parceiros Voluntários, Mari Lúcia Larroza, apresentou o projeto da ONG gaúcha, que, em 3 anos, já atendeu à 76 organizações da Sociedade Civil de 21 municípios do estado do Rio Grande do Sul. Com o apoio de instituições como o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho de Administração do Rio Grande do Sul, Receita  Federal do Brasil, SEBRAE, Ministério Público do Rio Grande do Sul e outras entidades do setor privado e público, a Parceiros e Voluntários traz agora o projeto para o estado da Bahia, com intermédio do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), que já envida esforços em ações sociais no Brasil.


Representando a classe contábil, na ocasião, estiveram presentes o Presidente do CRCBA Wellington do Carmo Cruz, a Vice Presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional Maria Constança Carneiro Galvão, a Conselheira Olivia Marques Troccoli (Coordenadora do PVCC na Bahia), a Conselheira Iara Luísa Dórea (Coordenadora do PVCC no Nordeste), além do  Ex-presidente do CRCBA José Antônio Moreira Icó da Silva, do Professor Haslã dos Santos Duda, Coordenador da Comissão de Terceiro Setor do CRCBA, do representante do SINDICONTA-BA e CRC Jovem Nivaldo Pinto, de funcionários do CRCBA e demais entidades que integrarão o projeto.


 



QUINTAS DO CONHECIMENTO: ESCRITÓRIOS CONTÁBEIS - 7 DICAS PARA O SPED - SALVADOR

13/12/2012

QUINTAS DO CONHECIMENTO: ESCRITÓRIOS CONTÁBEIS - 7 DICAS PARA O SPED - CAPIM GROSSO-BAHIA

13/12/2012

QUINTAS DO CONHECIMENTO: ESCRITÓRIOS CONTÁBEIS - 7 DICAS PARA O SPED - GUANAMBI-BAHIA

13/12/2012

XI FÓRUM DA MULHER CONTABILISTA DO ESTADO DA BAHIA- SALVADOR

14/12/2012

Agenda tributaria do mês - Receita Federal do Brasil.
Agenda tributaria do mês – Sefaz – Bahia
Código de Ética do Contabilista.
Regulamento do imposto de renda ( Decreto Federal nº 3.000/99) atualizado
Simples Nacional – lei complementar 123/2006(atualizado)
Regulamento do ICMS do Estado da Bahia.
Código Tributário do Município do Salvador
Portal da Legislação do Contabilista da Bahia
Site principal do CRC-BA.
Veja aqui os eventos programados pelo CRCBA
Acesse aqui todas as edições anteriores do Boletim Eletrônico do CRCBA
Registre eu e-mail para receber as edições do Boletim Eletrônico

Comitê do CRCBA Notícias